Edelman

BLOG

Como pensar na Comunicação Corporativa no cenário atual?

por

Publicado em

Há pouco menos de 10 anos, iniciava a minha primeira graduação, em Comunicação Social com ênfase em Publicidade e Propaganda. Hoje, quase uma década depois, vejo o universo da Comunicação muito diferente. Neste momento, me pergunto o que, de fato, mudou e o que ainda vai mudar nos próximos anos. Essa foi a reflexão que me levou a escrever esse texto. Como jornalista – segunda faculdade que cursei-, palavras escritas sempre foram a melhor forma de me expressar.

Hoje, nos encontramos em um momento em que as pessoas, no geral, não leem muito além do primeiro e o último parágrafo. A era do digital nos guiou ao imediatismo. Se, por um lado, podemos nos sentir muito mais próximos de qualquer pessoa e em qualquer lugar, por outro, não temos mais paciência para pequenos momentos parados. Mas no que isso influencia a Comunicação Corporativa? Tudo!

Dez anos atrás, as disciplinas eram muito bem definidas, quase separadas em caixinhas. Havia quem ia para Marketing, quem ia para Publicidade, quem ia para Rádio TV, quem ia para Jornalismo e quem ia para Relações Públicas. Hoje em dia, ao conversar com um profissional ligado aos departamentos de marketing e comunicação de uma empresa, é quase impossível fazer essa separação e os profissionais são, cada vez mais, multidisciplinares. Essa foi uma das primeiras mudanças que percebi nos últimos tempos, e um dos motivos para repensar a Comunicação como um todo.

Para sobreviver à nova década e continuar evoluindo, as empresas precisam derrubar as caixinhas restantes e ser, cada vez mais, integradas, diretas e eficientes nas mensagens que desejam passar. Por exemplo, um profissional responsável pela Comunicação Externa da empresa, muitas vezes resumida ao PR, pode e deve atuar com o marketing, assim como o Marketing pode e deve enxergar o PR como mais uma força para atingir seu objetivo. Quando as disciplinas andam juntas, os resultados são ampliados e atingem um número muito maior de pessoas. A Comunicação, afinal, é feita para pessoas e, como nunca se produziu tanto conteúdo quanto ultimamente, é preciso se diferenciar para ganhar a atenção do público e poder conversar com este. Agregar as disciplinas é um primeiro – e muito bom – passo neste caminho.

Em meio a um mercado editorial triste e quase catastrófico, com cada vez menos jornalistas nas redações para darem voz às histórias e acontecimentos, é hora das empresas evoluírem o modo que trabalham a Comunicação. Um trabalho de Comunicação bem feito pode passar as mensagens da empresa na mídia, atingir todos os públicos-alvo, blindar a marca em casos de crise e até ajudar a empresa com seus objetivos de negócio. Apesar da Assessoria de imprensa, da Comunicação Interna e do Marketing atuarem de modo e com objetivos diferentes, a mensagem e a linguagem devem ser as mesmas. Assim, a empresa consegue estabelecer uma conversa com todos os seus públicos e se fazer ouvida de modo mais eficiente, muito diferente do Frankenstein que as disciplinas formam hoje. Em meio à uma era digital, quanto mais sólida e direta for a mensagem da empresa, mais eficaz será a comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Fale Conosco

Edelman quer ouvir você.