Edelman

BLOG

Revolução ou evolução?

Pelo sexto ano, a Edelman participou do IWF – International Women’s Forum, evento que reúne mulheres representantes de empresas, ONGs e governo para discutir temas relevantes e inspirar lideranças. Nessa edição, nossa diretora de Engajamento Corporativo, Daniella Ferreira, representou a América Latina.

por

Publicado em

Este ano, o International Women’s Forum (IWF) World Cornerstone Conference, em Melbourne, Austrália, proporcionou um momento verdadeiramente único para a delegação da Edelman – profissionais mulheres representando Chicago, Delhi, Paris, São Paulo e Vancouver – de discutir questões globais com um grupo relevante de líderes em áreas que vão de governo às artes de empresas da Fortune 500.

O IWF chamou a atenção de todos nós para sermos solucionadores de problemas em um mundo de constantes mudanças. Os painéis examinaram uma ampla gama de tópicos globais, desde origens humanas até novas fronteiras na genética. Veja alguns desses temas principais:

Lidere com otimismo

Embora os avanços na genética e a evolução do uso da inteligência aumentada tenham o potencial de responder a algumas de nossas maiores perguntas, eles são frequentemente recebidos com medo e apreensão. De fato, quase todos os períodos de transformação da história, incluindo a Revolução Industrial, foram enfrentados com medo. Isso traz uma questão importante: o que fazemos como líderes durante esses tempos excitantes, mas perturbadores? Chris Blake, Gerente Geral Executivo de Group Services no Australian Post, argumentou que, como líder, você é pago para ser otimista, especialmente durante períodos de incerteza. O otimismo é crucial para instilar confiança nos funcionários, para que juntos possamos ter sucesso. Líderes otimistas aceitam que pode haver desafios à frente, mas concentram-se no que podem controlar e em alcançar uma meta desejada.

Aceitar, adotar e adaptar

A vida, como a conhecemos, está intrinsecamente fadada a mudar. Sábios são aqueles que aceitam, adotam e se adaptam. O mundo da comunicação está convergindo em grande velocidade. As linhas entre marketing, comunicação interna, externa e digital se confundiram. Inteligência aumentada – ao contrário da inteligência artificial – visa melhorar a inteligência humana ao invés de substituí-la e poderia aumentar consideravelmente as nossas ofertas para os clientes através de análise de dados, resposta rápida à crise e mensuração de seu alcance, entre outros. Sendo um líder no mundo da comunicação, devemos estar otimistas em relação a esse avanço tecnológico e liberar seu potencial para melhorar o atendimento e a entrega ao cliente.

Já começamos essa trajetória por meio da Edelman Intelligence, que aproveita a tecnologia para fornecer aos clientes dados que os ajudem a entender melhor seus mercados, criar um perfil de seus públicos, otimizar mensagens e medir o resultado. O medo iminente de que a inteligência artificial assuma empregos e mude o atual estado das coisas está fazendo muitos perderem o sono. Mas, um relatório recente do Gartner apontou que a IA criará mais empregos até 2020 do que remove. E, embora a inteligência artificial e aumentada certamente mude a natureza dos empregos, elas não os eliminarão completamente.

A batalha pela verdade

O IWF trouxe os resultados do 2018 Edelman Trust Barometer, apresentados por Michelle Hutton, Diretora Global de Client Strategy para a Edelman. Michelle apresentou uma discussão dinâmica centrada na nova Batalha pela Verdade, juntamente com a colega do painel, Maria Ressa, CEO da Rappler – uma startup nas Filipinas que está tentando entregar notícias de qualidade para as pessoas, apesar do esforço do governo para fechar a empresa. Michelle também examinou notícias falsas e seu impacto nos negócios e na sociedade como um todo.

Somos muito gratos a essa experiência juntos como uma assembleia global e como beneficiários dos contínuos investimentos e compromisso da Edelman em promover um ambiente onde as mulheres são incentivadas e têm um claro espaço para liderar.

Kristina Duff é diretora associada de Marketing em Paris.

Daniela Ferreira é diretora de Engajamento Corporativo em São Paulo.

Medha Girotra é head e líder de Public Affairs em Delhi.

Sheila Mulligan é gerente geral de Serviços de Consultoria em Chicago.

Jenny Peters é gerente de contas em Corporate Affairs em Vancouver.

 

Publicado originalmente em edelman.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Fale Conosco

Edelman quer ouvir você.